quarta-feira, 18 de maio de 2011

Impeto de coragem!

Todo dia 18 foi motivo de lembranças boas. Desde ano passado foi melhor ainda! Hoje é dia 18, dia das boas lembranças, dia de trocar mensagens bonitinhas e de ficar suspirando.

Aproveitei, num ímpeto de coragem, e parei de ficar só lendo mensagens trocadas em uma comunidade de rede social  sobre casamentos em 2012 e resolvi entrar. Ainda motivada por essa coragem repentina (que me deixou um pouco com menos vergonha!), mandei mensagem. Céus, eu morro de vergonha de me pronunciar.

Agora o dilema que rege minha vida é o salão. Aqui onde moro salão não está tão acessível quanto eu achava, baseada nos orçamentos do ano passado. Tudo subiu, de uma forma absurda. E hoje, após ver 03 locais acessíveis, me deparo com o 04°, não muito acessível e me pego sonhando com esse bendito: branquinha, cheio de vidros para entrar a luz do dia, piso clarinho, novo, bem localizado, um sonho! Inclusive combina até com um detalhe da decoração que quero fazer. O preço? Bem, esse não está o valor que eu esperava, mas, pelo correr das coisas, essa é uma das minhas opções preferidas.  Amanhã vou visitar outro local, final de semana que vem tem feira de noivos do Shoppping e vou olhar também. Se nada me encantar com o bendito salão branquinho, clean e novinho, esse será o destino da minha festa e o fim das minhas economias.

Se bem que fiquei pensando ontem a noite: fim das economias, maior tempo pagando algumas coisas, menos dinheiro guardado.... MAS, um sonho, uma só vez, a lembrança eterno.... compensa mais. Isso eu não duvido. É meu sonho, meu sonho maior: casar com o meu noivo! Pois bem, esse ano foi dedicado a isso, os demais gastos terei a vida toda para fazê-los. Esse impeto de coragem respentinha podia aparecer quando eu for visitar, novamente, o salão do sonho e me fazer fechar o contrato na hora. Será que vira?

Tem algum Santo protetor de noivas? Preciso rezar muito pra ele!

terça-feira, 10 de maio de 2011

Vacinação contra a gripe influenza A

Terça-feira, 09:20hs:

- Oi, vim tomar a vacina contra a gripe influenza A.
- Você profissional da saúde?
- Sim, sou!
- Me empresta então sua carteira profissional?
- Claro!
- Você tem alguma vacina pendente?
- Não sei, nem lembro. Mas vou tomar só a contra gripe.
- Tudo bem. Então é só esperar.
- Tá bom!

Menos de 05 minutos a auxiliar me chama! Prepara a vacina e diz: olha, a picadinha é meio ardida!

E foi da ardida que meu dia começou! Saiu de lá e continuo trabalhando. Na hora do almoço me sinto estranha... mas, tenho que trabalhar. Começo com tosse, normal! Deve ser mesmo o tempo seco, penso comigo.

Chego no meu emprego, atendo 2 pessoas, já com um pouco de falta de ar. E isso vai ficando mais forte, forte que comecei a ficar preocupada. Normalmente uso a bombinha (sou asmática!) e tudo passa! Mas tava forte e fui ao médico!

Ok, doutor. Reação a vacina! E não é asma? Como assim? É um bronco-espasmo por causa das bases utilizadas na fabricação da vacina. Orientação usar a bombinha de asma hoje e pronto!

Dou passos para fora da clinica, o corpo começa a doer de um tanto que a tempos de gripes não sentia. E isso só piorou, chega à febre, a dor na cabeça e inevitavelmente eu penso: “PQP! vacina do inferno! Não tomo mais, nunca mais!”

E lendo pelas páginas da net vejo que tudo é normal. Mais normal do que parece, mas não é divulgado, claro que se for, ninguém quer tomar!

Ser profissional da saúde é isso!