segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

A espera acabou: Vestido de noiva!

A espera pelo vestido de noiva acabou! Agora o sonho ganhou mais brilho e se torna cada vez mais palpável e verdadeiro, real.

Comecei a busca pesquisando valores. De nada adiantaria ir a locais onde o valor estivesse fora do meu alcance. Além de ser desperdício de tempo, energia, seria, para mim, frustrante. Eu sei, eu sempre gosto do mais caro. Ok, cotei locais aqui da minha cidade.

Primeiro local:
Aqui na cidade mesmo. Venda de vestidos de noiva importados.
Atendimento 10. Vestidos 10. Valor um pouco fora da MINHA realidade. Pela primeira vez me senti noiva. Com véus, buque. O contra desse tipo de serviço é que após o casório ficaria com um vestido de noiva, lá, parado e guardado. Se fosse para vender a noiva teria que ter o mesmo biótipo que eu, gostar do mesmo modelo e mesmo assim iria desvalorizar a peça, já que se fosse o mesmo valor, a noiva vai direto e compra um novo. Minha opinião. Meus argumentos. Desencanei dessa opção!

Continuei a procura na cidade vizinha.

Segundo local:
Primeira e segunda locação de vestidos. Local em um bairro nobre da cidade.
Atendimento 10. Vestidos 10. Valor dentro das minhas possibilidades. Chego na loja, a vendedora me atende, muito simpática, pergunta o modelo e eu o descrevo. Ela sobre, separa o vestidos que atendam a minha vontade e eu subo para um salão grande. Começo a sessão de coloca a tira vestido. No quarto modelo, senão me engano, me sinto de VERDADE um noiva, experimento com o véu. Me vejo na igreja, na festa e ouço ao longe a vendedora dizer: “não é a noiva que escolhe o vestido, é o vestido que escolhe a noiva!”. Me senti escolhida. Minha mãe chorou! Entretanto, como já tinha marcado outros locais no dia seguinte, resolvi continuar a procura. De qualquer forma aquele vestido abrigou meus sonhos por todo o tempo.

Terceiro local:
Novamente primeira e segunda locação.
Atendimento 08. Vestidos não sei conceituar, pois todos ficavam pendurados em um local alto, todos amassados e apertados em um pequeno espaço. Não senti vontade alguma de experimentar, mas como estava lá e o outro local agendado era mais tarde, experimentei. Não me senti noiva. Não me senti linda. Nada! Quem gostou da brincadeira foram minhas primas e damas que ficaram escolhendo vestidos, experimentando vestidos de baile. Foi uma festa. E sim, eu levei acompanhantes, eu quis dividir minha felicidade, quis que fosse uma festa e foi!

Com tempo livre, pois a loja acima não rendeu muito, paramos em uma loja mega conhecida. Vamos ver o valor e só. A vendedora tinha tempo livre e então...

Quarto local:
Atendimento 10. Vestidos 10. Valor fora da minha realidade. Experimentei um tomara que caia lindo, sereia, fiquei realmente bonita, mas não era eu. Ser sexy não é uma das minhas principais características e, para falar a verdade, no meu dia de noiva quero me sentir princesa! Experimentei véu. Experimentei muitos vestidos. Não me senti noiva em nenhum. Aquele vestido continuava habitando meus pensamentos.

Liguei para a loja do dia anterior, a segunda loja, perguntei se podia passar por lá ainda no dia. A vendedora me responde que sim. Fico feliz. Muito feliz.

Quinto local:
Atendimento 08. Vestidos 08. Valor acessível. Subo no andar de cima, o vendedor pede que eu olhe os modelos, não encontro nenhum que seja meu sonho. Não me vejo de noiva em nenhum. Experimentei. Experimentei e nada! O vendedor me vem com um vestido de uma noiva que casaria na semana seguinte para eu ver se era o modelo dos meus sonhos. Era! Ele pergunta se quero experimentar. Eu respondo: “não, a noiva fez o vestido como ela sonhou, não acho justo eu experimentá-lo antes dela”.

E voltamos para a segunda loja.
Novamente atendimento 10. Pedi para experimentar, novamente, o vestido. Vou para uma sala menor. Coloco o vestido, o mesmo véu do dia anterior e novamente me sinto noiva. É ele. É com ele que quero me casar. O vestido cai como uma luva, fica perfeito com o véu e eu novamente sonho com o dia do casamento. Minhas primas e amiga-madrinha aprovam, fico mais contente. Tiro fotos e fecho o contrato.

E assim, em 03 de dezembro, eu tenho o vestido de noiva dos meus sonhos!
Feliz!

Nenhum comentário: